Loop – Heaven’s End (1987)

 

Menos conhecido que o Spacemen 3 pelos ‘não-iniciados’ mas igualmente seminal, o Loop surgiu na mesma Inglaterra que a banda primordial de Sonic Boom e Jason Spaceman, e também na segunda metade da década perdida entregou ao mundo uma obra catártica, desgraçadamente barulhenta e que se tornaria um dos pilares de apoio do space rock, além de uma das sementes do shoegaze e claro, uma das origens do que viria a ser chamado psych.

Heaven’s end, disco de estreia do grupo encabeçado pelo maluco Robert Hampson, não poderia ter outro nome: é onde o céu termina, incendiado e sujo; o final do azul celeste, a trilha sonora para um pesadelo distópico carregado de demência gerada por bad trips infinitas de ácido – sob o olhar de Hal 9000 e samples de “2001, Uma Odisseia no Espaço”.

Este debute do Loop é psicodélico, inegavelmente. Um de seus elementos mais fortes é o efeito hipnótico causado pela repetição de acordes simples e distorcidos. Mas é tão distante do que se entendia como psicodelia 20 anos antes de seu lançamento que encaixá-lo numa estante ao lado de outros álbuns lisérgicos seria como vestir Darth Vader com uma roupa tie dye.

A cover de “Rocket USA”, do Suicide, já deixa claro que o caminho seguido pelo trio aqui é o mesmo do primeiro trabalho do já citado Spacemen 3: estética minimalista, atitude punk, drogas e muito, muito barulho. Ouça no talo.

Essencial!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s