Ride – Nowhere (1990)

Quando o Ride lançou Nowhere, seu primeiro disco, lá no longínquo 15 de outubro de 1990, já havia o shoegaze. Óbvio. Mas não existia este álbum. Não existia a química perfeita entre Andy Bell e Mark Gardener, entre a influência sessentista da C-86 e as distorções, não existia “Vapour trail”, não existia os vocais nítidos…

Pia Fraus – Empty Parks (2020)

  Ao que parece os estonianos Pia Fraus puseram definitivamente um fim no hiato em que a banda esteve de 2009 a 2017 – quando lançaram Field ceremony, seu ‘álbum de retorno’. Isso porque saiu ontem, novamente via Seksound, o novo trabalho do sexteto, chamado Empty parks. Assim como em seu antecessor, aqui o grupo…

Th’ Faith Healers – Lido (1992)

  O Faith Healers é a banda desconhecida-mas-cultuada mais sensacional deste plano que habitamos. Nascido na Inglaterra, o quarteto durou pouco e lançou apenas dois discos, e se na época (na época?) não coube na cena indie britânica, hoje seus álbuns são considerados por quem os conhece como clássicos da barulheira. Lido, o primeiro deles…

Ride – This Is Not A Safe Place (2019)

  Em 2017 o Ride voltou ao mercado da música com Weather diaries, disco precioso que, por puro preconceito, levei um baita tempo para (me dar ao prazer de) escutar. Quando começaram a surgir fragmentos de seu sucessor, me atentei e assim que ele veio ao mundo corri para ouví-lo. This is not a safe…

Catherine Wheel – Ferment (1992)

  Hoje de manhã um amigo me marcou numa publicação na rede social azul com o vídeo de “Black metallic”, do Catherine Wheel, e mais tarde outro amigo publicou na mesma rede social uma foto de Ferment, primeiro disco deles que completa 27 anos neste domingo brilhante e frio. Foram dois estalos nas memórias afetivas…

Moose – Jack EP (1991)

  O Moose nasceu em Londres no olho do furacão shoegaze, em 1990, e logo no ano seguinte lançou uma trinca de EPs que colocou a banda como preferida de muita gente que vivia a cena que se auto celebra. Mas mudanças na formação do grupo, um acordo do selo que os distribuía à época…

Swervedriver – Future Ruins (2019)

  É bom pra caralho demais ver uma banda como o Swervedriver na ativa após tanto tempo de existência e com um hiato igualmente longo em meio a seus quase 30 anos de estrada. Melhor ainda é vê-los tocando como se nunca tivessem parado, de uma forma natural, fluída. A despeito do show que fizeram…

Skywave – Echodrone (1999)

  A discografia do Skywave é meio confusa pra minha cabeça igualmente confusa, há CDRs, cassetes e outras gravações ‘caseiras’, mas pelo que sei Echodrone é o segundo disco de Paul Baker, Oliver Ackermann e John Fedowitz, três dos maiores responsáveis pelo barulho ainda correr solto por aí até hoje. Assim como o debute do…

Drop Nineteens – Your Aquarium EP (1992)

  Eu ia compartilhar por aqui o primeiro dos dois discos do Drop Nineteens, Delaware, até que comecei a ouvir “My aquarium”, não a versão acústica que aparece no álbum, mas a elétrica que abre o EP Your aquarium, lançado no mesmo ano de 1992. Aí fodeu! Uma enxurrada gigantesca de memórias borradas e emoções…

Pia Fraus – Field Ceremony (2017)

  Desconheço completamente a cena musical da Estônia, mas vem de lá uma de minhas bandas favoritas da safra shoegaze do começo dos anos 2000, o quinteto Pia Fraus. A banda foi formada nos últimos suspiros da década de 90, e desde 2001 vem lançando belíssimos álbuns (o primeiro que ouvi e até hoje segue…