VA – Disintegration Revisited (2019)

 

Me recordo de um tempo, pouco antes da proliferação de ‘blogues de música’, em que toda vez que ia fazer uma pesquisa na rede sobre bandas obscuras eu me deparava com uma página chamada The Blog That Celebrates Itself. Nem tinham links pra baixar discos lá – não que me lembre, ao menos, mas minha memória é uma merda – mas havia sempre conteúdo novo.

Alguns anos depois acabei por conhecer, primeiro virtualmente e depois em carne, osso e barulho, o idealizador daquele site – que depois criou tentáculos e se tornou, entre outras coisas, um selo especializado em prestar tributos às grandes influências de seu criador – o sujeito chamado Renato Malizia.

De lá pra cá a TBTCI Records despejou no mundo um sem número de álbuns, todos apresentando bandas completamente desconhecidas à maioria dos mortais, homenageando seus ídolos – e às vezes destruindo-os por completo, o que é sempre mais interessante.

Além dessa parte, provavelmente a que mais interessa a você que lê este pequeno texto, existe uma outra, essa desinteressante a qualquer um que não seja eu. E o Malizia, claro. Porque afora os álbuns, os programas de rádio, projetos e tudo que envolve música, esse cara obstinado e sem freios se tornou um irmão de vida, um parceiro pras horas mais felizes e mais tristes, uma pessoa sem a qual – posso dizer isso com absoluta certeza – eu não estaria aqui agora escrevendo essas palavras.

Nem vou entrar em detalhes, mas entre as tantas aventuras e desventuras, houve uma noite (ou madrugada) voltando pra casa ao som do Disintegration, entre sorrisos e lágrimas, tudo misturado, e ali percebi que havia algo realmente mágico. Então quando ele me contou que o último voo de seu selo seria uma homenagem a esse mesmo Disintegration, fiquei surpreso e triste, mas achei poético. Parece piegas, mas sim, achei poético.

Não sei quais caminhos o The Blog That Celebrates Itself e ‘seu pai’ irão trilhar daqui adiante, mas certamente serão inquietantes e sinuosos. E também certamente estaremos juntos nessa caminhada. Longa vida ao TBTCI. Kill your idols!

And you finally found all your courage to let it all go…

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s