Supercordas – Terceira Terra (2015)

Em 2012 o Supercordas lançava A mágica deriva dos elefantes e muita gente derretia junto aos cariocas, tecendo elogios ao álbum e colocando-o entre os melhores daquele ano. Por um daqueles misteriosos motivos que (sempre) me fazem perder o bonde musical, só fui ouvir o disco recentemente, daí decidi fazer uma busca pra ver o…

Crocodiles – Boys (2015)

  Eu gosto muitos dos dois primeiros discos do Crocodiles. Depois eles foram ficando seriamente pop, até que em 2013 chegaram a Crimes of passion, disco que achei fraco justamente por ser muito sério e muito pop. Passados dois anos, em maio deste 2015 que se aproxima do fim Charles Rowell e Brandon Welchez entregaram…

VA – Psychocandy Revisited (2015)

A The Blog That Celebrates Itself Records continua a saga – aparentemente sem fim, já que as novidades não param no escritório de Mr. Malizia – de lançar tributos a algumas das bandas mais importantes da história recente da música. New Order, Smiths e Cocteau Twins são três dos nomes já homenageados pelo selo através…

Peaches – Rub (2015)

A canadense Merrill Beth Nisker, mais conhecida mundo afora como Peaches está de volta ao mercado dos discos seis anos após I feel cream, seu último registro. Mas nesse meio tempo a insana autora da arrasa-quarteirão “Fuck the pain away” (do ano 2000) não ficou estagnada: além dos shows, colaborou com uma porção de diferentes…

Palma Violets – Danger In The Club (2015)

Eu nunca levei o Palma Violets muito à sério, nem quando se formou um enorme burburinho ao redor do quarteto, em 2013. Eles lançavam então seu primeiro disco, 180, e da noite pro dia se tornaram a salvação do indie rock, os novos Libertines, a redenção do revival garageiro, a esperança para os órfãos do…

Magic Crayon – Patchwork (2015)

Mesmo só tendo conhecido (virtualmente) Cesar Zanin ali por volta de 2013, quando tínhamos programas na mesma web radio, eu já era um velho amigo de sua banda, a Magic Crayon. Foi lá no fim da distante década de noventa que ele montou o grupo, que já teve diversos formatos e tamanhos (trio, quarteto, quinteto),…

Low – Ones And Sixes (2015)

Os anos vão passando, os invernos surgem e desaparecem, e muito pouco muda na música do casal Mimi Parker e Alan Sparhawk. Já são 22 anos tocando juntos sob o sugestivo nome Low, e dois anos após The invisible way eles estão de volta com um novo álbum, lançado em 11 de setembro via Sub…

Karina Buhr – Selvática (2015)

“As mulheres tem servido por todos esses séculos como espelhos que possuem o poder mágico e delicioso de refletir a figura do homem com o dobro do seu tamanho natural.” (Virginia Woolf – A Room of One’s Own) Por Vinil (Trovas de Vinil) Se realizarmos uma pesquisa a respeito de como a música brasileira tem retratado…

The Cigarettes – The Waste Land (2015)

Se o ‘mundo indie’ fosse justo, hoje todas essas bandas de guitarra que estão por aí, mais suas assessorias, jornalistas amigos, groupies e agregados deveriam de alguma forma pagar tributo ao Cigarettes. Pra quem perdeu o pedaço da história de 1994 pra cá, eu explico: há 21 anos Marcelo Colares começava a banda que é…

Wavves – V (2015)

Não nego que gosto mais do Wavves versão 2008/2009 que do Wavves pós-King of the beach, de 2010, momento no qual a banda do maconheiro Nathan Williams caiu nas graças da geral indie deixando de lado a sonoridade lo-fi e a obsessão por garotas góticas do início e mergulhando de uma vez em suas influências…

Ibeyi – Ibeyi (2015)

  O mundo definitivamente pode ser um lugar maravilhoso sem prozac, basta ouvir a música certa, aquela que te dá um estalo. E as gêmeas Lisa-Kainde e Naomi Diaz definitivamente fazem essa música. Nascidas na França, as filhas do grande percussionista Anga Díaz (do Buena Vista Social Club) começaram a estudar a tradição musical da…

Katty Winne – Just Another Day (2015)

Há dois anos a gente não recebia notícias da guria Katty Winne e sua banda aqui no PCP. Desde que lançaram o single About a boy, em abril de 2013, os alagoanos desapareceram. Ou nem tanto. Quem acompanha Katty nas redes sociais sabe que eles estão trabalhando no primeiro disco cheio. Vida de músico independente…