IDLES – Joy As An Act Of Resistance (2018)

 

Começando hoje a série ‘discos fodões que não entraram em nossa lista de melhores de 2018’ colocamos na roda o segundo álbum do quinteto inglês IDLES, o sensacional Joy as an act of resistance.

Lançado em agosto último, este trabalho pouco ou nada difere do também explosivo BRUTALISM, debute deles que saiu um ano e meio antes. É igualmente nervoso, construído basicamente sobre raiva, resistência, tretas, punk e pós-punk.

Do machismo à políticas de imigração, do brexit aos abismos sociais, não são poucos os alvos das provocações do vocalista Joe Talbot. E em meio a esse turbilhão de agressividade, “June” é um relato pessoal e dolorido sobre a perda de sua pequena filha, uma tragédia que poderia tê-lo levado ao abismo, mas que de alguma forma teve efeito contrário, já que Talbot abandonou o álcool e seguiu em frente com a banda.

Façamos da alegria um ato de resistência.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s