Cocteau Twins – Garlands (1982)

Certa vez escrevi que o Cocteau Twins é uma banda ímpar não só pela música que criaram durante a década de oitenta (e começo da seguinte), mas também por agradar pessoas díspares e aparentemente sem nada em comum – como um ex-professor de semiótica dos tempos de faculdade e minha ex-mulher, por exemplo.

A banda de Liz Fraser e Robin Guthrie é mesmo assim, capaz de arrancar suspiros de góticos deprimidos a chapados em distorção, sempre atmosférica, etérea, quase dispersa.

Garlands, primeiro disco do trio (à época ainda com o baixista Will Heggie), não agrada tanto a crítica quanto a quem o ouve sem pareceres técnicos, comparações ou o que o valha.

Muito devido às linhas de baixo de Heggie, ‘pós punk demais’; pela ‘repetição’ de Guthrie na guitarra; e também por Fraser ‘não explorar todo o potencial que mostraria nos álbuns seguintes’. Balelas de críticos, claro.

Ao mesmo tempo sombrio e sexy, Garlands – que em 2012 completa 30 anos – é na verdade a base (assim como Psychocandy) para muito do que foi feito no rock de guitarras distorcidas nos anos seguintes, do dream pop ao shoegaze dos anos 90. Pergunte a Kevin Shields e ele provavelmente lhe dirá.

Essencial!

Anúncios

5 comentários sobre “Cocteau Twins – Garlands (1982)

  1. Pingback: Vídeo – Cocteau Twins Live @ Town Country Club (01/11/1990) « PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

  2. Garlands é um álbum em que o CT ainda não havia adquirido uma sonoridade própria, seja nos vocais de Liz ou nas guitarras de Guthrie. São perceptíveis aa influencias de Siouxsie and The Banshees. Só no álbum seguinte é que o lado etéreo e com mais personalidade começa a dar as caras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s