Electrelane – The Power Out (2004)

 

A primeira música que ouvi do Electrelane foi “The valleys”, e o pensamento da época foi o mesmo de quando a ouvi hoje à tarde: que bagulho estranho! Adoro! Havia anos que não punha The power out – o segundo disco da banda de Sussex – pra tocar em meus fones, e foi só apertar o play pra me lembrar o quanto gosto dele.

Caso você desconheça ou não se lembre do grupo ou do álbum, começar a audição pela citada terceira faixa pode causar algum tipo de rejeição dependendo do que se espera: um coral de vozes dá um ar quase religioso/espiritual à canção. Por outro lado, caso seja receptivo à estranhezas, ela te levará automaticamente ao restante do disco. E aí você não encontrará mais nada como ela (risos).

The power out é o trabalho mais conciso e consistente do Electrelane, onde conseguiram amarrar suas tantas influências e referências em canções quase pop. Não vai tocar na 89 nem na Kiss (a não ser no Gasômetro ou se os outros programadores escutarem “Take the bit between your teeth” e sua guitarra à surf music), mas a mistura entre elementos das ‘dissonâncias melódicas’ do Sonic Youth e do rock chucrute original com alguns de seus futuros tentáculos (eu ouvi Stereolab e Faith Healers? Amém, irmãos e irmãs!) que fizeram aqui torna o álbum uma viagem tranquila – inclusive para não iniciados – pelos caminhos incomuns da música do Electrelane.

Bon Voyage mes amis!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s