The Jesus And Mary Chain – Damage And Joy (2017)

 

Eu definitivamente não acreditava que os irmãos Reid iriam se aturar a ponto de tirar do forno Damage and joy, primeiro disco dos caras em quase 20 anos. Mas contrariando meu pessimismo, eles foram lá e fizeram o álbum. E pior, fizeram um belo trabalho. Talvez não pra ser louvado de joelhos no chão, chamado de melhor disco do ano e outras bobagens que li quando foi lançado, mas ok.

Confesso que às primeiras audições, Damage and joy me causou mais nostalgia que qualquer outro sentimento. Mas porra né, sou fã dos Chains desde que me entendo por gente, natural ficar assim. Depois peguei bode do álbum, passei a achá-lo Munki demais, sei lá, deixei-o de lado, fui ouvir o novo do Ride, o novo do Slowdive, o novo de qualquer outra banda velha que voltou à ativa e depois o resgatei. Aí engatou. Não empolgou, veja bem, mas engatou. E desceu na boa (a voz da bela Isobel Campbell ajudou nesse momento, não vou negar).

Bom, não vou esticar o texto pra encher linguiça, que aqui não é lugar disso. Caso ainda não tenha provado a hóstia, vá com fé. Jesus nunca deixa seus fiéis na mão (mesmo que às vezes eles pratiquem o ateísmo).

Amém!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s