Ride – Weather Diaries (2017)

  O Ride surgiu durante a explosão do shoegaze no final dos anos 80 e já em 1990 cravou seu nome entre os grandes da cena que se auto celebra quando lançou o clássico Nowhere. Como todo bom disco do gênero, ele é carregado nas distorções, mas junto às cascatas de guitarra há uma grande…

Loomer – Deserter (2017)

  Já expliquei a importância da Loomer (e seus primeiros EPs) não só no surgimento do blogue quanto no renascimento do meu amor pelo rock de guitarras e, por que não, pela música em geral. Em 2013 os gaúchos lançaram seu primeiro disco cheio, e no ano passado puseram no mercado – novamente via Midsummer…

Lava Divers – Plush (2017)

  Tô pra escrever sobre esse disco há bastante tempo, mas é justamente esse mesmo tempo que invariavelmente me fode e impossibilita que eu leve a vocês tudo que passa pela minha vitrola. Shame on me… Plush, primeiro álbum cheio dos mineiros da Lava Divers (ou Lavinha para os íntimos) saiu em julho último pelo…

Oh Sees – Orc (2017)

  Alguém em sã consciência pode explicar a este reles escriba que porra se passa com John Dwyer e sua trupe chamada Oh Sees? Aliás, em sã consciência não, porque isso envolveria uma análise fria, prática e careta da obra da banda californiana, e definitivamente não é disso que preciso. 20 anos de estrada, 19…

Tantão E Os Fita – Espectro (2017)

  Definitivamente a maior surpresa do ano pra mim foi um dia desses abrir a rede social dos 140 caracteres e dar de cara com alguém falando sobre um disco novo do Tantão. Primeiro pensei ‘mas porra, será o mesmo Tantão, aquele do Black Future‘? Sim, é o próprio. Não fazia ideia de que o…