The Rolling Stones – Between The Buttons (1967)

 

Em 1967 os Stones deram um rápido porém profundo mergulho na psicodelia que varria a terra de cabo a rabo. Logo em janeiro a banda de Brian Jones metia de vez o pé na lama colorida pelo LSD e lançava o sucessor de Aftermath (de 66), Between the buttons, e em dezembro fechava o ciclo caleidoscópico com Their satanic majesties request. No fim deste ano a gente volta aos pedidos satânicos de sua majestade; hoje ficamos com o primeiro dos filhos lisérgicos dos longevos londrinos.

Between the buttons não é nem de longe um dos discos mais populares dos Stones, apesar de – em sua versão norte-americana – abrir com um de seus maiores sucessos, a safada “Let’s spend the night together”. Creio que à época os fãs esperavam algo mais próximo às raízes do grupo, mas os flertes psicodélicos que haviam começado em Aftermath aqui se tornaram uma relação mais séria. Curta, mas séria.

Mesmo hoje muitos fãs da banda só conhecem a superfície de Between the buttons (leia-se a citada “Let’s spend the night together” e em menor escala a bela e triste “Ruby Tuesday”), o que é uma pena. São duas ótimas canções, claro, mas o creme do álbum está em seus momentos menos comentados e ouvidos.

Rockão clássico e R&B por exemplo estão aqui em forma de duas faixas sensacionais, “Connection” e “Cool, calm & collected”, ambas do lado A do disco. Agora, cá pra nós, foda mesmo é o lado B da bolacha. Logo de cara vêm “All sold out” e “My obsession”, dois pequenos clássicos perdidos em meio ao mar de grandes músicas dos Stones.

Daí o ácido bate forte e entram “Who’s been sleeping here” (com uma estrutura próxima a “She’s a rainbow”, provavelmente o maior ‘sucesso psicodélico’ dos Stones que apareceria em Their satanic majesties request) e “Complicated” com maracas e o fuzz característico da época. Para o final desta versão ianque de Between the buttons os Stones guardaram “Miss Amanda Jones”, mais uma canção que poderia tocar facilmente nas chamadas rádios de ‘classic rock’ – mas que obviamente é soterrada por “Satisfaction” – e o quase bluegrass chapado “Something happened to me yesterday”, que termina com um agradecimento sarrista e a frase ‘So, if you’re out tonight, don’t forget, if you’re on your bike, wear white. Amem’. Com Brian Jones eles definitivamente eram bem mais divertidos.

Ouça no talo!

 

 

Ah sim, como dito esta é a versão norte-americana de Between the buttons, lançada pouco mais de um mês após a original inglesa. Abaixo estão as duas faixas que ficaram fora desta edição, “Back street girl” e “Please go home”, uma das preferidas da casa.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s