Deerhoof – The Magic (2016)

Uma das coisas mais legais sobre os malucões do Deerhoof é que nunca se sabe o que vem pela frente quando eles lançam um disco novo, a não ser que vai ser barulhento. Vão de experimentações eletrônicas a flertes com a soul music, já lançaram um disco aos poucos – liberando uma música por vez em lugares diferentes do planeta -, já homenagearam os Ramones com um álbum, enfim, vem se reinventando há mais de 20 anos.

Para gravar The magic, seu último trabalho lançado em junho último, a banda ‘se internou’ num escritório abandonado em pleno deserto do Novo México, aumentou os volumes ao máximo e em sete dias tirou o disco das fitas direto para as prateleiras. Sete dias e toda a mágica que encontraram no meio do nada condensada em 15 canções que, segundo os próprios, expressam seu desejo de tratar a música como a tratavam quando crianças, sem amarras estéticas, regras ou padrões. Uma brincadeira entre amigos, uma aventura pelo mundo guiada apenas pela imaginação.

O resultado não poderia ser outro que não uma viagem cheia de curvas e paradas bruscas, riffs pesados cortados por dissonâncias ensurdecedoras, psicodelia e garageira sem nostalgia, punk rock de raiz torta, hard rock sem pose, funk e soul cheios de mescalina, música étnica do inferno e por aí afora.

Se há uma banda que põe em prática a anarquia musical, essa banda é o Deerhoof. E ouvir The magic, irmãos e irmãs, dá uma sensação quase palpável de liberdade. Ateste, a gente recomenda muito!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s