Os Replicantes – O Futuro É Vortex (1986)

Os Replicantes foram a primeira banda punk nacional que eu realmente gostei, justamente pelos motivos que levaram um sem número de punks a odiarem os gaúchos: eles não se pareciam com os punks que eu ‘conhecia’, com seus moicanos, coturnos e correntes; e suas letras eram qualquer coisa longe da pregação vazia dos anarquistas que estavam mais interessados em encher a cara e arrumar tretas que em destruir o sistema.

Então quando pus os ouvidos em O futuro é vortex foi tipo amor a primeira audição, e até hoje quando ponho a bolacha pra rodar me divirto pra cacete e pogo cantando de “Boy do subterrâneo” a “Porque não?”, mandando Caetano pra puta que o pariu a plenos pulmões.

Aliás “Porque não” foi uma das três faixas do disco censuradas à época; além dela, “Mulher enrustida” e “Choque” tiveram a execução pública proibida por apresentarem ‘palavras de baixo calão’. A RCA, que lançou o álbum (em fevereiro de 86), recortou parte da citada “Porque não”, numa tentativa de impedir que a banda procurasse encrenca com um artista de outra gravadora e mandasse Caê pro lugar de onde ele nunca devia ter saído – como se o resto da letra pegasse mais leve. Como diz a penúltima música do disco, ‘Eu quero a cabeça do censor…’.

Enfim, mesmo rejeitado pelos punks e com as tais palavras de baixo calão chocando o povo de bem e as rádios, O futuro é vortex trazia “Surfista calhorda”, daí não teve jeito: a faixa virou hit e graças a ela o disco caiu no gosto da geral. Quer dizer, menos dos punks, mas como os próprios Replicantes cantariam um ano depois, ‘seja punk mas não seja burro’. Esse é o recado.

Essencial!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s