Dead Kennedys – Bedtime For Democracy (1986)

  Há 30 anos os Kennedys lançavam seu último disco de estúdio e cuspiam (ou vomitavam, tanto faz) em direção à cara de todos os vermes: governo, militares, igreja, machistas, imprensa, indústria (do entretenimento) e por aí afora. Era o canto do cisne de uma banda que nasceu politizada e assim morreu. Bedtime for democracy…

Os Replicantes – O Futuro É Vortex (1986)

  Os Replicantes foram a primeira banda punk nacional que eu realmente gostei, justamente pelos motivos que levaram um sem número de punks a odiarem os gaúchos: eles não se pareciam com os punks que eu ‘conhecia’, com seus moicanos, coturnos e correntes; e suas letras eram qualquer coisa longe da pregação vazia dos anarquistas…

Dead Kennedys – Demos 1978 (1978)

Em 78, enquanto uma porção enorme de bandas se espelhava nos Ramones, nos Pistols e cia., na Califórnia quatro moleques – Jello Biafra, East Bay Ray, Klaus Flouride e Ted – aceleravam o ritmo cadenciado do punk rock e encabeçavam o nascimento daquilo que pouco tempo depois varreu os EUA (e posteriormente o mundo), o…

Fugazi – Steady Diet of Nothing (1991)

Por Gabriel Leite (Mùsica Para Ler) O sucesso é um fenômeno perigoso. Vem sem aviso, abala as estruturas dos envolvidos e pode ir embora tão ou mais rápido quanto chegou. Na virada de 1990 para 1991, o Fugazi experimentou deste: a turnê de promoção de Repeater, uma das estreias mais estrondosas da história da música,…

Bad Brains – I & I Survived (Dub) (2002)

Qualquer um que conheça minimamente a história do Bad Brains sabe da forte ligação da banda com o tchaca tchaca caribenho, e mais que isso, com a religião professada por Marley e tantos outros músicos do gênero, o rastafarianismo. Na verdade, não fosse a influência rasta sobre HR lá no final dos anos 70, provavelmente…