Giallos – Amor Só De Mãe (2016)

O trio de Santo André Giallos uniu forças a Lê Almeida para a concepção de seu segundo disco cheio, Amor só de mãe. O carioca gravou e produziu o biscoito no Escritório, e adicionou ainda mais barulho à já caótica mistura de blues, garage, punk e a porra toda que é marca d’água dos caras.

O álbum tem 10 faixas curtas e nelas o Giallos mostra que não tá aqui pra fazer meme nem pra tirar o seu da reta; diferente da grande massa de roqueiros acéfalos ou engraçadinhos que vivem num mundo de pessoas-pato onde unicórnios são vistos sem precisar de alucinógenos, Lazzarin, Galvão e Cox chegam pra somar, meter o dedo e assumir uma posição combativa, anárquica, decisiva em dias sombrios.

Ainda bem que nós, os vagabundos, ainda temos bandas assim espalhando sujeira pelo mundo. Nunca seremos a carne fresca pendurada na vitrine, seremos o terror!

Altamente recomendado!

Anúncios

Um comentário sobre “Giallos – Amor Só De Mãe (2016)

  1. Pingback: Especial: Os melhores álbuns de 2016 | PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s