Tone Rodent – A Bit Disconnected (2013)

Ninguém gosta de nós, e não ligamos pra isso'. Essa é mais ou menos a tradução do que o Tone Rodent nos apresenta como cartão de visitas em seu Tumblr. Não sabem de nada, óbvio.

A banda surgiu em 1999 como um projeto de experimentções sonoras de seu criador, o artista plástico inglês Adam Watkins, e aos poucos foi adquirindo o caráter de ‘grupo de rock’ no sentido mais tradicional do termo (guitarra, baixo, bateria, vocal, etc). Em 2003 lançaram a primeira demo; em 2004 o primeiro, homônimo e único (até agora) disco cheio; e com mais alguns slpits, 7 polegadas e EPs na bagagem, chegam a 2013 com um novo trabalho, chamado A bit disconnected.

O EP de 04 faixas é o mais recente lançamento da The Blog That Celebrates Itself Recods, selo do amigo e companheiro de trabalho na Antena Zero Renato Malizia, mas não pensem que o Tone Rodent veio parar aqui através de jabá. Os caras são realmente foda!

Eles se descrevem como uma banda que flutua em algum ponto entre o shoegaze e o space rock, e não poderiam ser mais exatos na descrição: A bit disconnected é assim do início ao fim, sempre barulhento e psicodélico, algo entre Spacemen 3 e My Bloody Valentine com traços nítidos de pós-punk.

“Amem”, do álbum Tone rodent, ao vivo KDHX

Das 04 músicas do EP, a preferida por aqui é a última, “Black iron”, com direito a um theremin lisérgico fazendo par ao peso das distorções. E Malizia acertou a mão na TBTCI Records ao trazer o Tone Rodent para seu cast.

Recomendado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s