Legião Urbana – Dois (1986)

2011 marca os 15 anos da morte de Renato Russo, líder de uma das bandas mais amadas e odiadas do Brasil, a Legião Urbana. À época, em 96, eu renegava a banda, como tantos e tantos ‘alternativos’ faziam e ainda o fazem.
Mas a verdade é que salvo raríssimas exceções ninguém cresce já gostando de Radiohead, Sonic Youth, Vitalic ou o que seja. Hoje é mais fácil entender isso e também o fato de que o incomoda em relação à Legião é o maldito culto, o mesmo mal de que sofrem Raul Seixas e outros.

Renato Russo nunca foi um messias ou porta voz de uma geração. O cara era sim um bocado perturbado, viciado em drogas e que por um longo tempo escondeu nas entrelinhas sua homossexualidade, lhe causando ainda mais transtornos. Só que ele sabia transpor todos esses sentimentos para suas letras, e o resultado como todos sabemos é a tal religião urbana. Blargh!

Fora desse contexto fanático, a Legião Urbana foi uma legítima banda pós punk brasileira. Renato Russo, Dado Villa-Lobos, Renato Rocha e Marcelo Bonfá transcreveram para o português o rock inglês do começo dos anos 80, e essa inspiração atingiu seu auge no segundo disco da banda, intitulado Dois.

Lançado há 25 anos, Dois traz também elementos acústicos/folk, mas suas raízes estão (mesmo) profundamente enterradas na sonoridade de Smiths, Joy Division e cia.
Toda a angústia do compositor Renato Russo encontra repouso nos arranjos da banda, e dessa junção emana um ar melancólico, carregado de lirismo.

O álbum tem alguns dos maiores sucessos da carreira do grupo candango (“Quase sem querer”, “Tempo perdido’ e, claro, “Eduardo e Mônica”) mas é nos momento menores que está seu brilho. As belas e tristes “Acrilic on canvas” e “Andrea Doria”; a atualíssima “Metrópole” ou o punk de “Fábrica” tornam Dois um trabalho raro dentro do rock nacional em todos os tempos.

E goste você ou não da Legião Urbana (ou tenha sentimentos misturados, como disse uma amiga), é impossível negar a importância da banda na música tupiniquim.

Não adianta fugir!

Anúncios

2 comentários sobre “Legião Urbana – Dois (1986)

  1. Pingback: Legião Urbana – Legião Urbana (1985) | PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s