The Raveonettes – Raven In The Grave (2011)

Sune Rose Wagner e a musa Sharin Foo estão de volta! Dois anos após In and out of control, a dupla dinamarquesa Raveonettes chega melancólica a 2011 com seu quinto álbum, Raven in the grave.

O disco sai oficialmente em 05 de abril, via Vice, e traz o duo soando bastante diferente de seu último trabalho.

Para quem andou em outro planeta nos últimos dez anos, os Raveonettes começaram sua carreira emulando o barulho do Jesus and Mary Chain e o clima do rock dos 50’s. Foram mudando levemente com o passar dos anos, até que em In and out of control toda a microfonia partiu, e em seu lugar chegaram batidas eletrônicas e uma verve pop que por aqui não caiu muito bem.

Raven in the grave é o retorno às guitarras, mas é também um disco desacelerado, diferente de Whip it on (o primeiro EP, de 2002). Chamado pela dupla de ‘a trilha sonora perfeita para o inverno’, o álbum é realmente frio, e mostra uma influência grande do shoegaze/dream pop dos anos 90.

Menos microfonia – mas um bocado de distorção – dominam os acordes de guitarra, e a voz de Sharin Foo está mais onírica e por vezes triste, como em “War in heaven”. É quase como se Raven in the grave fosse a ressaca moral do porre frenético de In and out of control.

Como dito no início deste texto, os Raveonettes estão mais melancólicos e brindam os fãs em 2011 com seu trabalho mais emocional até agora.

Para quem esperava uma continuação de In and out…, Raven in the grave será uma decepção. Aqui nós dizemos: bem-vindos de volta, Raveonettes!

Recomendado!

6 comentários sobre “The Raveonettes – Raven In The Grave (2011)

  1. Pingback: P.C.P Entrevista – Gaía Passarelli « Pequenos Clássicos Perdidos

  2. Pingback: The Raveonettes – Whip It On (2002) « Pequenos Clássicos Perdidos

  3. Pingback: Especial – Os Melhores Álbuns De 2011 « Pequenos Clássicos Perdidos

  4. Pingback: The Raveonettes – Rarities/B-Sides (2011) « Pequenos Clássicos Perdidos

  5. Pingback: The Raveonettes – Into The Night EP (2012) « Pequenos Clássicos Perdidos

  6. Pingback: The Raveonettes – Observator (2012) « PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s