Cloud Nothings – Last Building Burning (2018)

 

‘Estou obcecado com a ideia de energia neste momento’.
Baldi, Dylan. 2018.

Nem precisava dizer, querido. Pra sacar o que você queria em Last building burning, o recém lançado álbum do seu Cloud Nothings, basta apertar o play em “On a edge” que suas intenções ficam automaticamente claras.

O fato de ter se internado por oito dias num estúdio texano (Sonic Ranch) com Randall Dunn – produtor de bandas como Sun O))) e Boris – também ajuda a entender o que queria pro seu novo trabalho, claro. Volume e potência não faltam, velocidade também não; Dunn não transformou ninguém em drone-metal-pós-motherfucker ou qualquer coisa assim, apenas amplificou suas ideias.

O resultado, como conferido e dito mundo afora, é um disco com ‘cara de ao vivo’. Musicalmente segue a mesma trilha noventista por onde Baldi e cia. caminham desde que formaram o Cloud Nothings, um choque entre Sunny Day Real Estate e Nirvana, ou quase isso. Independente de comparações, Last building burning é um puta baita ábum, feito pra ser ouvido no talo. Pump it up, fucker!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s