Wire – Chairs Missing (1978)

 

Os três primeiros discos do Wire, lançados entre 77 e 79, são o supra-sumo da transição entre o punk e o pós-punk britânicos, mas a meu ver é Chairs missing, segundo deles, o momento angular dessa tríade.

A adição de sintetizadores via Myke Thorne – produtor do ábum – por si só já deixa o clima mais soturno, sombrio e com maior espaço para texturas e experimentações com efeitos. Junte aí as letras, que por muitas vezes beiram a morbidez, e o andamento mais lento das faixas e está escrita a história de muito do que veio depois, não só no pós-punk, mas além dele (alguém falou em “Outdoor miner”?).

Óbvio que em 78 houve outras trilhas que pavimentaram esses caminhos, vide os discos de Bowie, PIL e os primeiros passos dos goths Siouxsie, Joy Division, Bauhaus e Cure, mas todas essas diferentes paisagens são vistas em Chairs missing. Duvida?

Essencial!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s