VA: Kill Your Idols – A Brazilian Tribute To SY (2015)

Renato Malizia tem um tipo de obstinação que não se vê muito por aí, ao menos não em situações comuns do cotidiano. Parece aquela obstinação que os viciados tem quando querem mais drogas ou do bêbado que consegue a qualquer custo chegar e entrar em casa. Ok, talvez essas duas analogias não sejam muito pomposas nem poéticas, mas quando o assunto é compartilhar boa música ele é exatamente assim.

Eu sei porque o conheço muito bem, e sempre que ele me chama pra conversar já imagino o que o maluco anda aprontando. Através da TBTCI Records o cara vem se especializando em conseguir autorizações para homenagens; já rolou – entre outros – com Cocteau Twins, Bowie, e em julho último foi a vez de 14 bandas nacionais prestarem tributo aos reis. Com vocês, Kill Your Idols – A Brazilian Tribute To Sonic Youth.

Desde que foi lançado o disco já rodou o mundo, levando brasileiros como Loomer, DIAZ, Travelling Wave e Color For Shane aos mais diversos cantos do submundo musical através de sites/blogues, programas de rádio, compartilhamentos em redes sociais – inclusive na página oficial dos nova-iorquinos homenageados -, etc.

Renato conseguiu realizar esse trabalho com as bençãos de Thurston Moore. O ex-vocalista do SY autorizou o tributo com a condição de só haver bandas brasucas e independentes no álbum, e com o aval a missão foi ‘simples’: recrutar as bandas, gravar e pôr mais barulho no mundo.

Há várias versões bacanas no disco, como a dos cariocas John Candy para “Teenage riot” ou o aportuguesamento de “Little trouble girl” feito pelo Céus de Abril; e as mais fiéis às originais “Schizophrenia” com a Loomer ou “Screaming Skull” pelas mãos do Lava Divers. A preferida por aqui é “Antenna”, com a cara psicodélica do DIAZ.

Mais uma grande empreitada de Mr. Malízia, o homem que nunca descansa.

Anúncios

4 comentários sobre “VA: Kill Your Idols – A Brazilian Tribute To SY (2015)

  1. Pingback: VA – Dreams Never End, A Tribute To New Order (2015) | PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

  2. Pingback: Travelling Wave – Simoom (2016) | PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s