Like Honey – Leaves (2008)

 

Em algum lugar deste vasto planeta quase azul alguém deve gostar tanto deste disco quanto eu, e alguém além de seus autores e do selo que o lançou deve saber algo sobre ele – algo, claro, além de como suas 10 canções soam.

Leaves é o primeiro e até onde sei único disco do quinteto sueco Like Honey. Sim, este é o nome da banda. Assim como Elephant Stone, Daydream Nation, Eric’s Trip (todos canadenses) eles também prestam uma homenagem direta e reta a artistas quem amam; neste caso, óbvio, aos Mary Chain.

Porém com exceção a este *pequeno detalhe* e a um trecho da faixa “Old boy” em que citam os irmãos Reid, não há maiores semelhanças entre eles e os pais da barulheira. Ok, há guitarras distorcidas em Leaves, mas nada que beire um abismo de microfonia; o que se escuta aqui está mais próximo ao Yo La Tengo menos experimental, mais roqueiro e iluminado de, por exemplo, “Upside down”. Ou a um Vaselines menos jangly, vá lá.

A doce voz de Johanna Cromnow guia a maioria das canções do álbum, por vezes dividindo o microfone com o baixista/guitarrista Klas Sjöberg (na romântica “I can’t sleep without you”) e em outras cedendo espaço a ele (como em “Homesick”, onde os backing vocais de Johanna lembram MUITO Georgia Hubley). Em qualquer dos casos a junção entre vozes, riffs e cozinha é perfeita; pop de guitarras sem o menor deslize, do começo ao fim.

O disco saiu pelo pequeno selo local (da Suécia, claro) Hybris, que desde 2004 vem lançando artistas escandinavos. A julgar pelo Like Honey – que foi a primeira banda de seu cast – vale a pena descobrir se há outros pequenos tesouros escondidos por lá.

Ouça alto!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s