Orange Juice – You Can’t Hide Your Love Forever (1982)

Vocês se lembram de “A girl like you“, hit massivo dos anos 90 (em diante) que tocava em rádios, baladinhas, churrascos de família e qualquer outro lugar onde por acaso houvesse música? Sim, né? Pois bem, lembram-se também do nome do sujeito que cantava a tal canção? Se não, refresco sua memória: Edwyn Collins.

O que talvez – apenas talvez – vocês não se lembrem mesmo é que Collins, muito antes de estourar em 1994 com a citada “A girl like you” fundou uma banda em Glasgow, sua cidade natal, e que sem essa banda, talvez – apenas talvez, afinal o universo é um lugar muito misterioso – não existissem, entre outros, grupos como Smiths, Pulp, Wedding Present, Pastels, Franz Ferdinand e Belle and Sebastian. O nome da banda de Edwyn Collins? Orange Juice.

Formado em 76 ainda sob o nome Nu-Sonics, o suco de laranja (que nome, meu deus, que nome…) assumiu sua identidade e estilo definitivos em 79, se tornando o carro chefe e a cara da Postcard Records e seu ‘som Postcard’ – junto a Joseph K e Aztec Camera.

Por lá lançaram seus primeiros singles, andando na contramão da agressividade punk mas também da melancolia e experimentações do pós-punk. Não eram nem uma coisa nem outra, eram o Orange Juice, eram jangle pop antes do termo se popularizar, eram influenciados tanto de Velvet Underground, Byrds e Beatles quanto por Curtis Mayfield e Chic, eram, hmmm, pop, românticos e sofisticados (risos).

A Polydor percebeu o potencial lucrativo dos caras, os arrancou da Postcard e lançou seu primeiro disco cheio em fevereiro de 1982. Por os ouvidos em You can’t hide your love forever é perceber em suas 13 faixas todas essas referências espalhadas e também as raízes de todas as bandas citadas no segundo parágrafo, em maior ou menor escala.

Se você escutar a introdução de “Falling and laughing” (que abre o álbum) e não se lembrar de “Blue eyed pop” do Sugarcubes, ou não ouvir Smiths, Pulp e Franz Ferdinand espalhados por todo You can’t hide your love forever eu sinto informar, mas você está surdo (risos histéricos).

Depois o Orange Juice passaria por mudanças em sua formação e sonoridade, lançaria mais dois discos e sumiria do mapa, até quem em 95 Collins explodisse com “A girl like you” e a banda tivesse seu enorme valor realmente reconhecido através de suas crias – especialmente as escocesas.

Aumente o volume e descubra. Ou redescubra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s