Bambara – Stray (2020)

 

Banda foda da nova safra pós-punk o Bambara nasceu na boa terra do Brooklyn em 2009, formada pelos gêmeos Reid e Blaze Bateh, e entre EPs, discos de estúdio e ao vivo, vem desde então despejando barulho sombrio sobre as cabeças de quem se aventura pelos submundos musicais.

Stray é o último disco dos caras, e nele eles seguem o mesmo fio que os conduz desde o início da banda: um meio termo entre o universo gótico e os esporros distorcidos. O resultado é um disco sujo e catártico, onde as ótimas influências do Bambara escorrem por cada uma das 10 músicas.

Nick Cave (tanto a podreira com o Birthday Party quanto o clima de teatro junkie ao lado dos Bad Seeds) e seus conterrâneos do Crime & The City Solution são inegavelmente as grandes referências dos nova iorquinos, e se agora eles estão menos ruidosos que em seus primeiros registros isso não significa, de forma alguma, perda de potência.

Altamente recomendado!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s