Tape Waves – Here To Fade (2016)

Sabe quando você precisa ouvir um disco mas não tem uma ideia exata da sua necessidade? Você começa esboçando um perfil: nada muito barulhento porque sua irritação já faz bastante barulho interno, então deve ser algo leve, tranquilo; sem o menor traço de histeria, porque de histérico basta o mundo, de preferência com vocais femininos e etéreos – mas distinguíveis; que tenha ritmo, mas não acelerado demais, algo pra acompanhar com a cabeça sem ficar com torcicolo; algo que fuja da melancolia cinza, que tenha cores mas seja ao mesmo tempo translúcido…

Se sua vida neste momento pede algo exatamente assim, ou relativamente próximo da descrição acima (minhas descrições normalmente não funcionam muito bem, entenda), a boa de hoje para você é Here to fade, segundo álbum cheio do duo da Carolina do Sul Tape Waves.

Seguindo a mesma linha de Let you go, de 2014, Kim Hart Weldin e Jarod Weldin fizeram deste novo trabalho – lançado de forma independente em julho último – uma peça delicada, com 10 canções que giram entre o dream pop e uma espécie de surf music docinha, ou sei lá, um Real Estate que se encontra com Harriet Wheeler pra fumar um baseado na praia e fazer um som (…).

Enfim, minhas referências nem sempre são as melhores, mas são sempre honestas. Ouça o disco e comprove.

Recomendado!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s