Rage Against The Machine – Evil Empire (1996)

 

Poderia escrever aqui um textão sobre Evil empire, segundo álbum do Rage Against The Machine lançado há 20 anos atrás; sobre as experimentações explosivas do guitarrista Tom Morello ou sobre o rap cada vez mais agressivo de Zach De La Rocha contra o sistema capitalista, o fascismo e todas formas de opressão. E de como, mesmo assim, o império do mal foi direto para o 1° lugar na parada da Billboard.

Ou poderia falar sobre como era ter 20 anos em 1996 e da importância que tanto este disco quanto o anterior tiveram em minha vida, no quanto me sentia representado por suas letras e sua violência musical quase física, palpável.

Mas hoje é 13 de março e eu tenho náusea, muita náusea, aquela sensação pré-vômito que todo bêbado conhece bem, mas que também pode ser causada quando vemos alguma coisa repugnante, nojenta, etc. E é justamente assim que me sinto.

Além do mais hoje é um dia em que textões estão espalhados pela internet como praga na plantação, então melhor mesmo é apertar o play, ouvir esse disco e ir pro quebra.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s