Built To Spill – Untethered Moon (2015)

O Built to Spill surgiu ali por volta de 1992, na cidade de Boise, em Idaho, e já no ano seguinte lançava seu primeiro disco, (com o sensacional título de) Ultimate alternative wavers, um dos pilares do bom indie rock noventista. Em 97, no terceiro disco, assinaram com a Warner – onde estão até hoje – e obviamente por onde lançaram em abril último seu oitavo álbum, o ótimo Untethered moon.

Essa breve introdução provavelmente não tem lá muita utilidade, mas ao se ler as entrelinhas imaginárias pode-se entender que:
A) Os caras não são o tipo de banda prolífica que lança um álbum por ano
B) Assim como o Flaming Lips, estão batendo recordes de permanência na Warner
C) Continuam, de uma forma geral, exatamente iguais ao que eram em 1993, 1999 ou 2006.

Ouça Untethered moon e ateste a alternativa ‘C’.

As baladas dissonantes, os vocais a Neil Young de Doug Martsch – pedra fundamental do Built to Spill, pra quem não sabe -, a barulheira, as longas viagens (aqui por acaso juntas em “When I’m blind”) e aquela coisa pop que Martsch consegue manter há tantos anos sem forçar a barra.

Enfim, não vou me ater a detalhes técnicos sobre o álbum, pra isso existem inúmeros sites jornalísticos na rede; por aqui a gente compartilha música, que é o que nos move. Então mova-se também e aperte o play para ouvir Untethered moon.

Recomendado!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s