Radiohead – The Bends (1995)

 

Hoje, exatamente hoje, 13 de março, The bends, o segundo álbum da carreira do Radiohead completa 20 anos. Textos e mais textos pipocam pela rede louvando o disco que tirou das costas de Thom Yorke e cia. o carma de “Creep” (piada sem graça, ok) e mostrou ao mundo que os sujeitos de Oxford não eram, em nenhuma hipótese, ‘one hit wonder’.

The bends por sinal teve vários hits, ao contrário de Pablo honey. Aqui no Brasil, penso que os grandes êxitos foram “High and dry” e “Fake plastic trees”, respectivamente 3° e 4 ° faixa do disco. Mas nada disso importa, não é?

 

 

Porque o que importa em The bends, mesmo sendo ele o preferido por muitos fãs do Radiohead, é o que dele se originaria, ou melhor, os caminhos que ele mostrou serem possíveis para o quinteto, então atrelado – de um jeito de outro – ao britpop. Não que nele os caras fujam muito da fórmula básica das guitar bands, não, nada disso. Mas é possível sim perceber esboços do que o Radiohead faria dois anos depois, com OK computer, que por sua vez levaria os rapazes ingleses a entender que não há limites na música (Kid A, meus caros, Kid A…).

Enfim, esses esboços aparecem bem discretos em canções como “Just”, My iron lung”, “Street spirit” ou mesmo na capa do álbum, mas na verdade isso também não importa. Porque o que importa é que há 20 anos atrás eu ouvi tanto, mas tanto o The bends, e o achava tão maravilhoso e perfeito que hoje, ao apertar o play e ouvi-lo novamente após todo esse tempo, me senti infinito como me senti em 1995, cheio daquela sensação mágica que explode quando você (re)descobre o poder da música sobre cada átomo de seu corpo, especialmente sobre o coração. E a alma. Sim, é isso que importa.

 

 

PS: The bends não está mais disponível para audição no youtube. Ouça aqui via spotifail.

Um comentário sobre “Radiohead – The Bends (1995)

  1. Pingback: Radiohead – Amnesiac (2001) | PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s