VA: Tributo A Belchior – Ainda Somos Os Mesmos/Entre O Sonho & O Som (2014)

Quando soube que seria lançado um tributo a Belchior só com novos artistas brasileiros, me mantive reticente, com os dois pés atrás. Sou fã do bigode há muito tempo, de seu mal humor, de sua ironia, enfim, de seu jeito ‘do contra’; justamente o que me afasta de nove entre dez bandas da nova seara indie nacional.

Mas quando ouvi Ainda somos os mesmos, nome dado ao tributo – organizado pelo jornalista Jorge Wagner -, tive uma ótima surpresa. Produzido pelo próprio JW e mixado por Manoel Magalhães (da banda Harmada), o disco é uma releitura completa do álbum clássico Alucinação, de 1976, considerado por muitos (inclusive por mim) o grande trabalho da carreira de Belchior. E os dez escolhidos para a missão de reconstruir suas dez faixas não decepcionaram.

Como em qualquer tributo, alguns artistas se aproximaram mais da obra original (Phillip Long, por exemplo) enquanto outros se distanciaram (Lucas Vasconcellos), mas no geral ninguém foi absurdamente longe das alucinações do grande Belchi. E o mais importante, ninguém cagou sobre o que ele fez.

Além do disco Ainda somos os mesmos, Jorge Wagner disponibilizou também o EP Entre o sonho & o som, com outras cinco releituras de Belchior, entre elas o ‘hit’ “Medo de avião”.

Agradando ou não aos fãs de Belchior, este tributo é importante (também) por apresentar este grande compositor à nova geração. Bela iniciativa, belo álbum.

Para baixar Ainda somos os mesmos, basta apontar o mouse aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s