Yuck – Glow & Behold (2013)

Daniel Blumberg, um dos guitarristas/vocalistas do Yuck deixou a banda no começo das gravações de Glow & behold, seu segundo álbum e sucessor do incensado Yuck, de 2011.

O senso comum diz que Blumberg levou com ele tudo de bom que o debute dos londrinos trazia, deixando para trás só os restos mortais do grupo e a dura tarefa de fazer um disco. E eles fizeram.

Tem que ser muito indie punheteiro pra dizer que o debute do Yuck é super barulhento e que Glow & behold é super pop. Barulhento é o Psychocandy, distorcido é o Loveless, dissonante é o Daydream nation, porra. O resto é papo furado.

O disco está mais lento e me soa mais melancólico, mas se não soubesse da saída de Daniel nem sei se notaria sua falta; pra mim eles continuam tão bons quanto antes, e igualmente desimportantes. Mal aí se mudaram sua vida em 2011 e agora te decepcionaram, meu conselho é que você vá nas fontes ou se conforme com os (belos) metais de Glow & behold.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s