Nick Cave & The Bad Seeds – Push The Sky Away (2013)

 

É quarta feira, 14H05, um sol assustador brilha e derrete o mundo lá fora e eu, completamente sóbrio, bebo uma limonada – sem vodca – para aliviar o calor. Não é exatamente a melhor das circunstânias para se escrever sobre Push the sky away, novo álbum do grande Nick Cave e seus Bad Seeds.

Porque a música desse sujeito pede uma imersão que a sobriedade definitivamente não concede. Por outro lado, mergulhar fundo demais no universo sombrio de Nick pode ser perigoso para mentes frágeis e suscetíveis encharcadas por álcool e/ou outras substâncias. Então, o que resta fazer? Apertar mais uma vez o play e ver no que dá…

 

 

Lançado em 19 de fevereiro por selo próprio (o Bad Seed Ltd.) e produzido por Nick Launay, o álbum traz nove faixas dividas em pouco mais de 42 minutos. Pouco tempo, é verdade, mas suficiente para o australiano desafiar a mediocridade musical e o clima de eterna (e falsa) felicidade que parece dominar o mundo nesses tempos modernos.

Longe do baulho do Grinderman, Push the sky away é o retorno de Cave e os Seeds à solidão, ao lado mais escuro dos sentimentos humanos e à melancolia noturna das grandes cidades, tudo escrito e conduzido com sutileza e elegância, como só eles (e os Tindersticks, em outra esfera) conseguem fazer.

 

 

A discrição com que Nick Cave narra seus poemas esconde histórias sobre prostitutas, romantismo (às avessas), demônios pessoais, desesperança e, claro, um humor negro e ácido capaz de usar Miley Cyrus e seu personagem Hannah Montana como uma espécie de objeto de estudo sobre a quantas anda a humanidade.

De “We no who u r” a “Push the sky away” o bardo expõe mais uma vez sua visão de mundo, enquanto os Seeds – guiados pelos arranjos de Warren Ellis – criam canções que reforçam o clima de teatro das sombras, com arranjos sofisticados, cheios de pequenos detalhes, quase como sussurros musicais.

Enfim, uma obra sublime, feita para acompanhar momentos de boemia soturna e solitária, acompanhado apenas por um copo cheio, um cinzeiro sujo e por sua própria e secreta melancolia.

Altamente recomendado!

 

Anúncios

3 comentários sobre “Nick Cave & The Bad Seeds – Push The Sky Away (2013)

  1. Pingback: Especial – Os Melhores Álbuns Internacionais De 2013 | PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

  2. Pingback: Nick Cave & The Bad Seeds – Let Love In (1994) | PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

  3. Pingback: Fime: 20000 Days On Earth (2014) | PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s