Come – Eleven: Eleven (1992)

Eleven: Eleven faz parte do rol daqueles discos inesquecíveis dos quais pouquíssimas pessoas realmente se lembram. Uma pena.

Lançado em 1992 pela Matador, o álbum de estreia dos bostonianos Come é o cruzamento do blues com as dissonâncias noventistas; é sombrio, denso e embriagado, e como tal está desde sempre girando na vitrola do PCP.

“Submerge”, que o abre, faz parte do meu imaginário desde que me foi apresentada pelo reverendo Massari em seu Lado B. Talvez seja uma letra pessoal e metafórica de Thalia Zedek sobre sua recuperação do vício em heroína, talvez não.

Nos anos e discos seguintes, já com um certo reconhecimento, o quarteto refinou sua fórmula. Mas é nesse portal chamado 11:11 que a crueza e o clima das jams que faziam antes de entrar em estúdio me pegaram de jeito e fizeram a mágica acontecer.

Sirva-se de uma bebida, aumente o volume e mergulhe fundo.

“Just relax, just relax, just relax…”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s