Chrome – Alien Soundtracks (1978)

 

Diálogo rápido entre eu e meu cérebro hoje:
– Preciso escutar alguma coisa estranha, torta, desconexa da realidade, exatamente como me sinto.
– Lembra do Chrome? Põe que não tem erro!

Resolvi seguir o conselho e de repente já estava com o segundo disco de Damon Edge e cia. – aqui já acompanhados pelo maluco Helios Creed – nos fones. Alien soundtracks saiu em 78 e é o passo definitivo que os caras deram pra se tornar uma das referências pra toda cena industrial que explodiria no tsunami pós-punk e dali espalharia seus estilhaços pelas décadas seguintes (não vale pensar em seu terceiro álbum, Red exposure, porque ali já estavam completamente imersos nesse universo).

A guitarra barulhenta de Creed fez par certeiro com e abriu ainda mais espaço para as experiências e manipulações eletrônicas de Edge, e assim nascia um híbrido de Stooges, Silver Apples e Suicide numa jam de ácido. Completamente livre de fórmulas ou rótulos, a trilha sonora dos alienígenas vai do raw power punk à viagens psicodélicas em minutos, às vezes na mesma faixa (como já fica claro na abertura com “Chromosome damage”), e vai nesse movimento agressão/alucinação até o final. Aliás o Chrome vai desse jeito até o seu final e além dele, já na pós-vida e sob o nome Helios Creed nos anos 90, mas aí é uma outra história.

Essencial!

 

Um comentário sobre “Chrome – Alien Soundtracks (1978)

  1. Olha que pesquiso sobre bandas e esta ainda não conhecia. Fiquei curioso quando Alex Antunes comentou num blog sobre os discos da vida. Pô foi o Alex Antunes né?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s