The Pastels – A Truckload Of Trouble: 1986 – 1993 (1993)

 

O Pastels é uma banda escocesa catalogada como parte vital da fervilhante classe dede 86, isso, claro, oficialmente. Pra mim eles fazem parte de uma época recheada de fanzines, revistas e pôsteres roubados em bancas de jornal, camisetas listradas e fitas cassete.

Como muitos de seus pares, o grupo nasceu no começo da década perdida para florescer durante a explosão da chamada C-86 e nos anos seguintes influenciar um sem número de outras bandas.

Fundindo influências que vão de Big Star a Ramones, passando por Smiths e Velvet Underground, durante sua (longa) vida os pastéis de Glasgow tiveram em suas fileiras como membros temporários/colaboradores alguns músicos dos já citados pares contemporâneos, como David Keegan (Shop Assistant), Eugene Kelly (Vaselines, Eugenius), Norman Blake e Gerard Love (Teenage Fanclub), entre vários outros.

Essa coletânea A Truckload of trouble saiu em 93 e reúne grande parte dos singles que a banda lançou pela Fire Records no período compreendido no título do álbum (dentre os quais as preferidíssimas da casa desde sempre “Comin’ through” e – ahhhhhhhhhhhhhhhh ❤️ – “Nothing to be done”).

Logo menos a gente desenterra outros queridos desse tempo sonhador e maravilhosamente chapado – como BMX Bandits e Razorcuts, por exemplo – e certamente colocaremos na roda outros álbuns do Pastels. Por hora essa compilação pode servir bem a quem desconhece sua história e importância para o tal de indie rock, e pra quem já tá ligado, é só apertar o play e se deixar levar.

Essencial!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s