Black Merda – Black Merda (1970)

 

Se o mundo fosse um lugar justo o Black Merda estaria ao lado de Sly and The Family Stone e outros como grandes representantes da música negra que no começo dos 70’s fundiu rock, blues, soul, funk e a porra toda para criar algo efervescente, chapado e cheio de consciência política.

A banda nasceu em Detroit das cinzas do Soul Agents – a quem são creditadas algumas de suas canções – e em 1970 lançou o primeiro e homônimo disco (saiu via Chess, ‘aquele selo’ que teve a história contada no filme Cadillac Records), com 11 pedradas distribuídas em 35 minutos onde se ouve tudo que citei no parágrafo anterior.

Racismo, violência, abismos sócio-culturais e outros temas que até hoje permeiam a vida dos fodidos são narrados sobre bases rítmicas cheias de groove, sentimento e psicodelia, aprendidas em grande parte nas aulas de um certo professor Hendrix e que depois influenciariam uma porção de outros artistas.

Em 71 veio o segundo álbum e depois os caras sumiram do mapa até os anos 2000, quando se reuniram para tocar e gravar novamente, mas aí é história pra outro dia. Ah, e o ‘merda’ do nome da banda é uma gíria pra ‘murder’.

Ouça o debute do Black Merda, a auto-intitulada primeira banda de rock totalmente negra da história. Se são ou não, pouco importa.

Essencial!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s