Canções Da Vida: Hunger Strike (Temple Of The Dog / 1991)

 

Em 1991 eu era um moleque de 15 anos e um mundo de descobertas musicais explodia ao mesmo tempo ao meu redor e dentro de mim, num caldeirão sem fundo que fervilhava sem parar.

Em meio a essa enorme confusão vi nascer e crescer uma coisa chamada grunge, uma cena que englobava um sem número de bandas diferentes, mais ou menos reunidas sob o mesmo rótulo pela proximidade geográfica. Alice in Chains, Nirvana, Pearl Jam, Mudhoney, Screaming Trees, Soundgarden…ah, o Soundgarden.

Ouvi Badmotorfinger (de 91) e Superunknown (de 94) à exaustão, e hoje, 18 de maio, acordo com a notícia do suicídio de Chris Cornell. Outro dos meus heróis da adolescência escolheu tirar a própria vida; assim como Kurt, assim como Layne, assim como Ian – que também se enforcou há 37 anos atrás – ele desistiu. Sabe-se lá porque, simplesmente desistiu.

Não tem sido um dia fácil. Fui desenterrando e ouvindo canções, percebendo o quanto a voz de Chris me acompanha durante todos esses anos, com o Soundgarden, mais recentemente com o Audioslave e solo, mas porra, há 26 anos houve o Temple of The Dog e “Hunger strike”. Por essa música pra tocar hoje fez emergir tanta coisa, um jorro de emoções que se misturaram à tristeza pela morte dele, me deixando meio que sem chão, num grande vazio. A mesma sensação de 94 e 2002, mais uma vez.

Descanse em paz, Chris 😦

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s