Television – Marquee Moon (1977)

Por Frederico Nercessian (Frederico Nercessian)

Marquee Moon é um álbum complexo, assim como sua banda, Television. Considerada uma das precursoras do movimento punk que atingiu Nova Iorque nos anos 70, ela foi pioneira a tocar no CBGB, antes mesmo de Ramones, Patti Smith e tantos outros clássicos. Entretanto, algumas pessoas não entendem o porque dela ser considerada punk. O motivo? Marquee Moon não reúne riffs de guitarra tão sujos e simples como a maioria das outras bandas, muito menos letras fortes, ostensivas e diretas. Apaixonado por literatura e poesia, principalmente a francesa, Tom Verlaine, idealizador do grupo junto a Richard Lloyd, buscou misturar a complexidade do jazz com o rock, assim como utilizar os escritos clássicos e buscar influências em bandas como Velvet Underground, Neil Young e Bob Dylan para compor suas músicas.

Considerado por muitos críticos como um dos álbuns de início mais influentes da história, ficando atrás apenas de Velvet Underground & Nico, Marquee Moon traz composições que remontam ao cotidiano da cidade americana, com um misto de melancolia e decepção, assim como muita ironia e sarcasmo. Se há destaques em meio a tanta música boa, destacamos “Venus”. A segunda música do álbum mistura a reflexão diária com figuras de linguagem, no caso Venus de Milo, uma das esculturas mais importantes da história da arte, onde ele pede o abraço de uma imagem que não possui braços.

Marquee Moon também é o nome de uma canção, não por acaso a mais conhecida do grupo. Pontos de discórdia e muita ambiguidade foram postos nessa letra. A guitarra também se tornou famosa na canção. São quase 11 minutos de música que permitem reflexão sobre cada uma das palavras. Rimas e figuras de linguagem também aparecem constantemente, principalmente em “Prove It”, a penúltima música do álbum.

Muita história também está entrelaçada ao Television, como a expulsão de outro ícone do punk, Richard Hell, e o namoro de Tom com Patti Smith. O tom debochado e medonho, junto a voz e a guitarra claustrofóbica que mais parece lamentar aquela década, situação e marasmo compulsivo e sufocante, combinam perfeitamente com toda a contra cultura. Não à toa, eles influenciaram uma grande quantidade de bandas, incluindo Sony Youth. Apesar de não ter sido um sucesso de vendas em Nova Iorque, o que convenhamos não interessa porra nenhuma, Marquee Moon é item indispensável na orelha de jovens e velhos. Bom divertimento, Boa reflexão.

Faixas:

See No Evil
Venus
Friction
Marquee Moon
Elevation
Guiding
Light
Prove It
Torn Curtain

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s