Pixies – Come On Pilgrim (1987)

Em 1987 o mundo assistia a estreia da banda que viria a ser, na(s) década(s) seguinte(s), fonte de inspiração para um sem número de outras bandas: os Pixies.

Black Francis, Mrs. John Murphy (aka Kim Deal), Joey Santiago e David Lovering, juntos há pouco mais de um ano, entraram nos estúdios Fort Apache, em sua terra natal (Boston), para gravar uma fita demo. O resultado são as 17 faixas que nos anos seguintes (até o boom da internet, claro) se tornariam item de colecionador sob o nome The purple tape. Mas a história ‘oficial’ não é bem essa.

Ken Goes, então empresário dos elfos, conseguiu que a fita fosse parar nas mãos de Ivo Watts, presidente da 4AD, que foi convencido por sua namorada a assinar com a banda. Para lançar o debute dos norte americanos, o inglês decidiu remixar 08 das 17 faixas originais e assim colocar no mercado um mini álbum. Então, graças a secretária da 4AD (a tal namorada de Watts), nascia Come on pilgrim.

Se à partir de Surfer rosa (lançado em 88) os Pixies – sem mudar em absolutamente nada, é bom dizer – passariam de banda cultuada no underground a banda cultuada nas college radios e mídia especializada, em Come on pilgrim já havia tudo que os consagraria.

A voz rasgada de Francis em contraponto à doçura harmônica de Deal; a guitarra inovadora de Santiago, ora barulhenta, ora com solos monocórdicos e frases curtas; as pancadas secas e rápidas de Lovering. Musicalmente, tudo que seria a assinatura do grupo já estava lá. O raw power do punk saía com melodias pop para um passeio pela surf music, ou quase isso.

Acrescente aí as viagens de Black Francis como compositor, indo da influência de sua temporada em Porto Rico à obsessão por sexo obscuro, drogas e religião. Pronto, eis os Pixies que todos amam, os Pixies de Doolittle, ainda meio crus e desconhecidos, mas os Pixies.

Hoje, 25 anos depois, ainda é impossível não se render a Come on pilgrim. Então “Vamos lá, peregrino, você sabe que Ele te ama”.

Essencial!

Anúncios

5 comentários sobre “Pixies – Come On Pilgrim (1987)

  1. Pingback: Vídeo – Pixies Live @ Rodon Club (19/05/1989) « PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

  2. Pingback: Pixies – Surfer Rosa (1988) | PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

  3. Pingback: Pixies – Rough Diamonds [Studio Sessions] (199?) | PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

  4. Pingback: Pixies – Death To The Pixies Disc 2 (1997) | PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

  5. Pingback: Pixies – The Boston Broadcast (1987) | PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s