High Places – Original Colors (2011)

 

high-places-original-colors

 

Rob Barber e Mary Pearson são sem dúvidas um dos produtos mais bacanas a saírem da fábrica de boas bandas chamada Brooklyn.
Sob o nome High Places, a dupla lançou um surpreendente debute em 2008 (High places), deu uma escorregada no ano passado (com High places vs. Mankind) e se redime agora em 2011 com o fantástico Original colors (lançado via Thrill Jockey).

 

 

Nas 10 faixas do álbum, o duo transita livremente entre a house music e o dub, criando atmosferas chapadas sobre beats derretidos. Os vocais de Mary Pearson são um detalhe à parte. Gelados e etéreos, são algo próximo de uma Nico desfocada, borrada pela lisérgica produção de Barber.

Esse ar fantasmagórico é uma das marcas da dupla, e está por todo Original colors, seja quando ele é pra dançar com os pés no chão (“Year off”, “Banksia”, “Altos lugares”), seja quando é para flutuar em bolhas adubadas (“Sonora”, “Morning ritual”).

 

 

Um dos melhores álbuns de 2011 com certeza, e uma volta do High Places à criatividade de seu início.

Altamente recomendado!

Anúncios

Um comentário sobre “High Places – Original Colors (2011)

  1. Pingback: Especial – Os Melhores Álbuns De 2011 « Pequenos Clássicos Perdidos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s