Underworld – Beaucoup Fish (1999)

Há 20 anos o ex-trio Underworld lançava seu último grande disco de estúdio, Beaucoup fish, encerrando a trilogia de álbuns com a presença Darren Emerson – que começou com o maravilhoso Dubnobasswithmyheadman, em 93.

Lá no distante 1999 o grupo londrino já era enorme na cena eletrônica, graças a seus álbuns, apresentações e, claro, a “Born slippy”, ‘aquela música’ da trilha sonora de Trainspotting que elevou a dance music a outros níveis de popularidade.

Então talvez (isso é uma suposição minha) graças ao sucesso estrondoso de “Born slippy” o trio tenha deixado um tanto de lado as batidas mais quebradas do já citado Dubnobasswithmyheadman e escancaradas em Second toughest in the infants (de 96) para investir pesado na produção 4×4 que dá o tom em Beaucoup fish.

Ok, ouvimos no disco “Something like a mama”, “Bruce Lee” – praticamente um rap – e o dub (sempre ele) garantindo a brisa relaxante de “Push downstairs”; mas o álbum abre com “Cups”, fecha explosivo com “Moaner” e tem em seu miolo “Shudder/King of snake” e “Kittens”. Nem vou falar de “Jumbo”…’I need sugar, I need a little water, sugar’. Momentos de respiro, como “Skym”, são essenciais.

Beaucoup fish é um rolo compressor esmagando o chão durante pouco mais de 1 hora com sua mistura de techno, (acid) house e trance, receita que ninguém prepara(va) melhor que o Rick Smith, Karl Hyde e Darren Emerson. E diferente de muitos discos de dance music, em nenhum momento soa datado e/ou entediante, por não aoar puramente seco e mecânico. Essa é a mágica do Underworld.

Essencial!

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s