Four Tet – Pink (2012)

Para quem acompanha Kieran Hebden, ainda que de longe, Pink, novo trabalho do produtor inglês que atende por Four Tet não soa exatamente novo.

Isso porque das 8 faixas presentes no disco (lançado em agosto via Text), apenas duas – “Lion” e “Peace for earth” – são inéditas; as demais, sem exceção, saíram como singles em vinil nos últimos dois anos, também pela Text, do próprio Hebden.

“Lion”, uma das ‘novidades’ de Pink

Dadas as devidas explicações, pode-se também dizer que Pink é de longe o álbum mais voltado às pistas já lançado pelo Four Tet.

Da abertura em ritmo de dubstep com a sacolejante “Locked” ao encerramento com os beats 4X4 de “Pinnacles” (e sua linha de baixo descaradamente à Chemical Brothers), a pegada do disco é quase 100% pump it up. Quase.

A exceção à regra vem na penúltima track do álbum, “Peace for earth”, uma longa e bela viagem de 11 minutos divididos entre texturas e blips suaves e minimalistas.

“Peace for earth”, o momento ‘2001’ de Pink

Enfim, Pink não é um disco ruim, mas pode decepcionar quem esperava de Hebden as experimentações de Rounds (de 2003) ou a beleza translúcida de There is love in you. E este é o meu caso.

Por outro lado, é um álbum ímpar em se tratando pura e simplesmente de dance music. Se para você isso basta, play it loud.

A apresentação de Hebden no Sonar SP neste ano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s